Arquivo da categoria: Produtividade

Migrando armazenamento pessoal na nuvem para o Copy

Migrando armazenamento pessoal na nuvem para o CopyCom o anúncio do fim do Ubuntu One pela Canonical, complementado pela polêmica indicação de Condoleeza Rice para o conselho do Dropbox, resolvi testar novos serviços de armazenamento pessoal de arquivos na nuvem.

Minha primeira opção foi o Box. No entanto, a lamentável falta de um cliente decente para o Linux [1] me desanimou um pouco. Existem algumas maneiras de contornar o problema, mas nenhuma com integração tão boa quanto o Ubuntu One ou Dropbox.

Então resolvi experimentar o Copy, que disponibiliza clientes para Windows, Mac OS X (10.7+), iOS, Android, Raspberry Pi, e Windows Phone. O serviço promete ainda recursos especiais de segurança.

Sobre o espaço, eles disponibilizam uma quantidade de armazenamento razoável logo de cara: 15 GB que devem ser suficientes para maioria das pessoas.

Mas a melhor parte é que, se você convida alguém para criar uma conta no Copy, tanto a pessoa quanto você ganham mais 5 GB de armazenamento na conta assim que ela instalar o aplicativo de sincronização.

Se você se interessou e já quer começar com 15 + 5 = 20 GB de armazenamento grátis, clique no link abaixo:

Link de referência: https://copy.com?r=rtBOdW

É claro que usar o link acima é totalmente opcional, ok? Se preferir criar a conta iniciando com os 15 GB padrão, não tem problema algum.

Ainda estou nos primeiros dias de uso do serviço, mas espero que seja um substituto à altura para o Ubuntu One (vai fazer falta).

Depois me contem se estão gostando do Copy, ok?

[1] Se alguém souber de um bom cliente Linux para o Box, por favor compartilhe com a gente!

Teclas de atalho do TinyMCE

Teclas de atalho do TinyMCETinyMCE é um editor de texto embutido que é utilizado em muitas aplicações web, tais como o WordPress, Joomla, Evernote e outras. Para quem prefere utilizar o mouse o menos possível, é sempre util conseguir memorizar as teclas de atalho das aplicações mais acessadas. Para minha surpresa, no caso do TinyMCE muitas vezes essa informação não está disponível nas aplicações e nem de forma direta quando realizamos uma busca.

Portanto, caso mais alguém tenha esse problema, seguem alguns atalhos de teclado do TinyMCE:

Ctrl+Z Desfazer última operação
Ctrl+Y Refazer última operação
Ctrl+B Negrito
Ctrl+I Itálico
Ctrl+U Sublinhado
Ctrl+K Inserir link (tag a)
Ctrl+1-6 h1-h6 (cabeçalhos de H1 a H6)
Ctrl+7 p (parágrafo)
Ctrl+8 Envolve texto na tag div
Ctrl+9 Envolve texto na tag address

Guia para os atalhos de teclado do Sublime Text

Guia para os atalhos de teclado do Sublime TextTodo mundo que usa o computador para trabalhar durante muitas horas por dia já deve ter notado que um dos segredos para ser mais produtivo é tirar as mãos do teclado o menos possível. Aprender a digitar direito, eliminando alguns vícios adquiridos ao longo dos anos, também ajuda bastante.

Quando falamos do Sublime Text, então, a importância de aprender a usar os atalhos de teclado, ao invés de perder tempo alcançando o mouse, fica ainda mais evidente. O Sublime Text tem atalhos de teclado para quase tudo mas, quando se está iniciando, às vezes é um pouco difícil descobri-los e memorizá-los. Para facilitar a tarefa, seguem algumas dicas:

Dedique alguns minutos para explorar os menus

Vasculhar os menus quando não se está procurando por nenhum comando específico é muito útil para descobrir novos recursos. Em muitos casos, os atalhos de teclado são mostrados ao lado de cada item. Algo que também costumo fazer quando quero aprender os atalhos de alguma ferramenta é me forçar a procurar pelo comando desejado no menu, usando o mouse – para me lembrar de quanto é inconveniente, e por isso tenho que aprender o atalho o quanto antes – ver qual é o atalho e depois fechar o menu e usar o teclado. Faço isso toda vez que preciso executar o comando, até memorizar.

Utilize a Command Palette

Após se familarizar com os menus, comece a usar a Command Palette (Ctrl+Shift+P) para tudo. Com ela você poderá ter acesso a quase todos os comandos sem precisar alcançar o mouse, mesmo se não lembrar o atalho. Ao chamar a Command Palette, aparecerá uma lista de seleção com o recurso de autocompletar. Depois é só começar a digitar algumas letras da descrição do comando até encontrá-lo e pressionar Enter. Lembrando que, em muitos casos, o atalho específico de cada comando também aparece na Command Palette.

Vasculhe os arquivos de configuração

Se ainda não achou o atalho que você queria, nem nos menus, nem na Command Palette, não se desespere. O pulo do gato nesse caso é “partir pra ignorância” e ir fuçar nos arquivos de configuração do Sublime Text:

  1. Clique no… (oops!) Ative a Command Palette e digite “keybindings default” para abrir o arquivo de configuração de atalhos padrão para seu sistema operacional. Lá são definidos todos os atalhos de teclado padrão.
  2. Procure por um trecho de alguma palavra que descreva o comando desejado. Como não existem descrições textuais de cada ação, pode não ser tão simples encontrar na primeira tentativa, mas se um atalho existe, ele estará lá.

Por exemplo, quando precisamos achar o atalho para duplicar uma linha, basta começar a procurar (Ctrl+F) no arquivo de configuração por “duplicate” e logo aparece a linha:

{ "keys": ["ctrl+shift+d"], "command": "duplicate_line" },

E eis aí nosso atalho: Ctrl+Shift+D.

E os atalhos para comandos dos plugins instalados?

Os comandos dos plugins muitas vezes não aparecem no menu nem na Command Palette. Descobri-los vai exigir um pouco do seu Sherlock Holmes interior, mas não é nenhum bicho de sete cabeças. Como todos os atalhos de teclados estão definidos em arquivos no formato JSON de fácil leitura, você vai precisar fazer o seguinte:

  1. Abrir a Command Palette.
  2. Digitar “Browse Packages”.
  3. Procurar e abrir a pasta com o nome do plugin cujo atalho para o comando você quer descobrir.
  4. Procurar e abrir o arquivo de configuração de atalhos, que possui a extensão sublime-keymap. Lá estão todos os atalhos do plugin, é só procurar pelo que você precisa.

Sublime Text Dicas - Artigos, tutoriais e dicas em português


Atualização: Para conhecer mais dicas em português sobre o Sublime Text, visite meu outro site Sublime Text Dicas!


Conhece alguma outra dica de atalho do Sublime Text? Compartilhe com a gente nos comentários.

Referência: dicas de Josh Earl, autor de Sublime Productivity.

O fim do Google Reader: alternativas e considerações

Ontem à noite quando, surgiu a notícia do fim do Google Reader, começaram a me perguntar se eu conhecia alternativas ao serviço. É claro que vários sites que vivem para isso já tinham publicado suas listas de substitutos, por isso não tive trabalho para responder.

Sobre considerações gerais sobre as motivações do Google, o Gizmodo Brasil também já soltou um post excelente, que ajudou a pensar melhor. Concordo com praticamente tudo, mas somente porque é como as coisas são, pelo jeito. Pode ser nostalgia de um tempo em que a internet era diferente, mas, para além de motivações corporativas do Google em reorganizar seu portifólio de produtos, não consigo me acostumar com a ideia do rumo que a internet está tomando.

Rage comic obrigatório para a ocasião

Rage comic obrigatório para a ocasião

Será que o fim do Reader, agregrador de feeds mais popular da história, não vai acabar arrastando o RSS para a cova também? Cada vez que um grande player da internet faz uma jogada que visa aumentar seus lucros, mas que também joga um caminhão de terra em cima de mais um protocolo ou padrão aberto, os princípios que fizeram a internet dar certo morrem um pouco junto.

Mas isso é só minha opinião, que fica melhor numa conversa de mesa de boteco. Vamos às alternativas!

Feedly

Eles já fizeram questão de dizer que estão totalmente prontos para nos receber, na nossa nova condição de viúvas do Reader. A interface é impressionante, tão impressionante que chega a confundir quem está habituado ao Google Reader, mas é uma questão de costume. Requer extensão para browser. Já voltei a usar e provavelmente vou ficar nele, pelo menos até a alternativa abaixo se recuperar do susto e estabilizar.

The Old Reader

Provavelmente tomaram o maior susto das suas vidas nessa madrugada. O site era quase um hobby, mas o pessoal vai ter que aprender a crescer na marra. O objetivo inicial era acomodar quem sentia falta da interface e das funcionalidades do Reader antigo, pré-Google+.

Netvibes

Jogador antigo, está na área há tanto tempo quanto o Reader. Cheguei a usar o Netvibes um bom tempo antes de conhecer o Reader, mas parei por motivos óbvios. Hoje a plataforma está bem diferente e pode ser uma opção para quem se identificar.

NewsBlur

Confesso que não conhecia até ontem. Tentei acessá-lo novamente agora há pouco e apareceu uma página com aviso de manutenção mas, pelo que vi, também tem uma interface bem bacana. Vale uma pesquisada depois.


Essa são algumas opções mais semelhantes ao Reader. Existe ainda uma inifinidade de aplicativos desktop e mobile para todas as plataformas, mas isso existia antes do Reader, concorda?

Se você tem alguma dica de aplicativo web, desktop ou mobile, por favor compartilhe conosco nos comentários. É sempre bom conhecer mais opções diferentes.

Invertendo a lógica da felicidade

É comum acreditarmos na lógica de que o trabalho duro e produtivo leva ao sucesso (seja lá o que ele for) que por sua vez leva à felicidade (seja lá o que ela for). E se tentássemos inverter esse fluxo? Que tal primeiro cultivar a positividade para então conseguir trabalhar melhor? Essa palestra explora o assunto de forma (muito) engraçada e ainda dá dicas de bons hábitos para uma vida mais produtiva.

Referência: Shawn Achor: O feliz segredo para trabalhar melhor

Retrospectiva 2012 – Parte 2

Continuando a retrospectiva iniciada no post anterior, seguem mais algumas ferramentas de auxílio à organização e produtividade que mecereram destaque no ano de 2012.

Asana

Asana é um aplicativo de gerenciamento de tarefas concebido para o uso por equipes. Mesmo assim, tenho utilizado a ferramenta para organizar minhas tarefas e projetos pessoais com bastante sucesso. Sua principal vantagem sobre aplicativos como por exemplo o Wunderlist, que eu também vinha usando, é a organização das listas de tarefas de modo que a seleção das atividades mais importantes ou prioritárias para aquele dia seja bem intuitiva. Abaixo um video (em inglês) com um resumo de como o Asana funciona:

Trello

Usei o Trello para organizar nossa viagem de férias mais recente e posso assegurar que esse aplicativo foi muito importante para garantir que todos os preparativos estivessem prontos com antecedência. Além do controle das tarefas, foi muito útil para coletar e organizar informações sobre cada ponto do próprio roteiro da viagem. A metáfora dos cartões adotada pela aplicação foi cuidadosamente concebida e executada. Ainda não tive a oportunidade de usá-lo num projeto de desenvolvimento de software, mas aparentemente deve ser um recurso fabuloso para manter o andamento do projeto visível para a equipe. Existe até o Scrum for Trello, um plugin para o Google Chrome que adiciona funcionalidades do Scrum ao Trello. Segue uma apresentação em video (também em inglês):

Clutterfree

ClutterfreeClutterfree é um livro que trata sobre como literalmente criar mais espaço em/para sua vida eliminando o máximo possível de coisas que possuímos e acumulamos em casa ao longo do tempo. Escrito por Leo Babauta (acompanho o Zen Habits há anos e recomendo) e Courtney Carver, o livro explica um pouco da psicologia por trás da propensão que temos de acumular coisas, seja pelo fator sentimental, seja pelo receio de que possamos precisar delas algum dia. Além disso, apresenta uma série de dicas práticas para ajudar os leitores a se livrar do excesso de supérfluos que ocupam nossa casa e nossa mente, nos impedindo de nos concentrar no que realmente importa.

Retrospectiva 2012 – Parte 1

Sim, eu sei que estou atrasado mas, antes que o mês de janeiro acabe, vou começar a compartilhar algumas impressões sobre aplicativos, ferramentas e equipamentos que comecei a usar ao longo do ano que passou. São itens que me ajudaram de alguma forma a me manter organizado, ou seja, economizam “poder de processamento” e “capacidade de armazenamento” do cérebro.

Kindle + Readability

ReadabilityNo primeiro semestre, adquiri um Kindle. A intenção inicial era facilitar o acesso a livros técnicos disponíveis na Amazon e em outras lojas e editoras que disponibilizam seu acervo em formato de e-book. Adeus custos de frete e problemas de espaço com livros físicos sobre assuntos que eventualemente ficam obsoletos. Com a ajuda do Calibre para gerenciar e converter de outros formatos para o formato mobi utilizado pelo Kindle, consegui aumentar bastante o volume e a frequência de minhas leituras.

Outra ferramenta que contribuiu para isso foi o Readabillity, com sua prática funcionalidade de enviar artigos e posts de blogs diretamente para o Kindle. Com as extensões para Firefox e Chrome, é possível enviar artigos com um único clique. Tenho usado esse recurso quase que diariamente para ler textos mais longos com calma, à noite.

Pinboard

PinboardDepois de ler muitos comentários positivos em blogs e redes sociais, decidi experimentar o Pinboard. Esta ferramenta de bookmarks não é gratuita, mas a assinatura é bem barata e você paga uma vez e usa para o resto da vida (acabei ficando fã do Maciej Cegłowski e do seu modelo de negócio). O que posso dizer é que vale cada centavo. A interface é limpa, intuitiva e sem frescuras, a própria definição de simplicidade.

O investimento me fez desistir do Delicious (existe uma funcionalidade de importação dos bookmarks) e do Pocket, que são duas boas ferramentas, mas o excesso de coolness acaba distraindo um pouco da função principal. Gosto de usar o bookmarklet para salvar os bookmarks e marcá-los com read later de modo a criar uma caixa de entrada para todo tipo de conteúdo que quero processar mais tarde.

Impetus

ImpetusO Impetus é um aplicativo para Android que permite programar temporizadores para para exercícios físicos intervalados. Apesar disso, o aplicativo é flexível o suficiente para ser usado para qualquer tarefa que precise ser executada em intervalos regulares. Tenho usado principalmente para me ajudar a seguir a planilha do Couch to 5k e retomar minha rotina de exercícios.